Notícias

10 problemas mais frequentes no comportamento dos animais

 

 

1- FALTA DE CONTROLO NA MORDEDURA

Normalmente este problema ocorre quando os cães são separados precocemente da mãe e dos irmãos que, naturalmente seriam responsáveis por essa aprendizagem. Assim, o dono passa a ter essa função. Os donos têm que evitar qualquer brincadeira que implique o uso da boca em contacto directo com o proprietário. Jogos com bolas, cordas… mas nunca dar opção ao cão  para usar as mãos como um brinquedo.

 

2- CÃES AGRESSIVOS

Há cachorros com um caracter mais meigo e outros menos meigos mas considerar que sejam agressivos pode ser exagerado. Normalmente, este problema está relacionado com o anterior mas agravado pelo facto dos donos terem medo do animal e este aprender a usar isto a seu favor. Estes animais devem ter uma educação firme prontamente uma vez que no futuro podem tornar-se efetivamente agressivos.

 

3- ANSIEDADE POR SEPARAÇÃO

Normalmente está relacionado com um vínculo muito forte do cachorro com o proprietário que não se quebra a tempo quando este chega à idade adulta. Normalmente são proprietários que inconscientemente reforçam o problema porque também eles são muito apegados ao seu animal. Muitas vezes optam mesmo por não deixar o animal sozinho para que ele não fique “triste” em vez que procurar uma solução. Há muitos esquemas terapêuticos mas eu acho que o mais importante é convencer o proprietário que o seu animal não está doente nem passa mal e que está nas mães deles melhorar a situação.

 

4- FALHAS NO TREINO DE HIGIÉNE BÁSICO

Os cães são animais de rotinas e necessitam de ter diferentes zonas para exibir adequadamente os comportamentos normais de descanso, brincadeira, alimentação e de eliminação. De todas as formas iremos explicar aos proprietários que estamos perante uma situação normal embora possamos dar indicações para que a situação melhore. De acordo com a proveniência do cachorro e o que tem sido feito até ao momento, poderá ser mais difícil encontrar as indicações correta.

 

5- AGRESSIVIDADE POR CONFLITO SOCIAL

É um tipo de agressividade que acontece muito entre cães e pessoas da família. Inicialmente a família assume ser uma agressividade inocente até que o problema se agrava e inclusivamente haja consequências mais graves.

 

6- AGRESSIVIDADE ENTRE CÃES DO MESMO LAR

Normalmente acontece quando um dos cães da mesma família entra na idade adulta ou há a morte de um elemento dentro da hierarquia e por consequência há disputas para estabelecer novamente hierarquias. Dá-se tanto em machos como fêmeas.

 

7- ELIMINAÇÃO INADEQUADA EM GATOS

Normalmente acontece quando há alterações relacionadas com o caixote ou com o ambiente em redor. Se for possível chegar à conclusão das possíveis causas normalmente resolve-se o problema.

 

8- A CHEGADA DE UM BEBÉ

Nem sempre um cão tolera bem a chegada de um bebé ou posteriormente, quando o bebé começa a ter um contacto voluntário com o cão. Actualmente adoptam-se cachorros que são muitas vezes tratados como crianças pelo proprietários e este tipo de relação tão forte dificulta a entrada de novos membros na família. Cada caso é um caso mas é claro que não temos que forçar o cão a estar na mesma divisão que a criança e é conveniente dar toda a atenção, brincadeira e mimos ao cão através da criança ou na presença dela.

 

9- REINTRODUÇÃO DE UM GATO APÓS HOSPITALIZAÇÃO

Em muitos casos a chegada de um gato a casa após hospitalização não é tolerada pelos gatos que ficaram porque estes têm dificuldade em reconhecê-lo. Nestes casos é necessário uma reintrodução progressiva como se tratasse da chegada de um novo animal.

 

10- FOBIA A RUÍDOS FORTES: FOGUETES, TROVOADA

É um tipo de consulta que os donos querem soluções rápidas e não se dá suficiente importância como realizar um tratamento por isso tentamos dar conselhos preventivos.

 

A maioria dos problemas não se manifestam se o cão tem uma educação adequada. De qualquer maneira, a taxa de sucesso da resolução de qualquer problema comportamental é maior quanto mais rapidamente se detecta e trata!